Tantidhatri 2019

3ª Edição
15 January 2019 to 20 January 2019
Venue: 
Rabindra Tirtha, Kolkata
Country: 
A 3ª edição do festival internacional de artes performáticas das mulheres Tantidhatri acontecerá em 2019.
 

PROGRAMA E INSCRIÇÃO AGORA ONLINE

baixar programa (3MB JPG)

Tantidhatri é o primeiro Festival Internacional de Artes Performáticas das Mulheres da Índia. Sua primeira edição aconteceu em 2012 em Pondicherry e a segunda em Bangalore em 2016. Esta terceira edição acontecerá em Kolkata (Calcutá) de 15 a 20 de janeiro de 2019. Tantidhatri tem como objetivo ser um espaço de engajamento de artistas, pensadores e grupos que estão comprometidos com o trabalho das mulheres no campo das artes cênicas.

O festival doará seu excedente para educação de meninas na Índia. Embora fisicamente seja um evento de cinco dias repleto de performances, críticas, palestras e interações, o espírito do Tantidhatri é universal e não está limitado pelo tempo ou espaço. Este ano o tema é "Energia" e através do festival, estaremos canalizando todos os nossos esforços para o fluxo positivo de energia em todas as coisas físicas e meta-físicas.

Mais Informações: http://ekatharakalari.org/tantidhatri/tantidhatri-2019/

Programa completo:  http://ekatharakalari.org/tantidhatri/tantidhatri-2019/#schedule1

Participantes Internacionais:

  • Passe para oficina e peças: 172 euros /196 USD
  • Oficina + espetáculos + comida para 6 dias: 242 Euros/276 USD
  • Oficina+espetáculos+acomodação em dormitório+comida para 6 dias: 313 Euro/ 357 USD

Artistas do Festival Tantidhatri 2019 (em ordem do programa): Seema Kholi (Índia), Julia Varley (Odin Teatret - Dinamarca), Muyedittu ritual (Índia), Rwita Dutta Chakrabouty (Índia), Amaranta Osorio e Suzon Fuks (México, Austrália, Espanha), Ana Woolf (Argentina), Dipannita Acharya (Índia), Parwati Dutta (Índia), Pandavani (Índia), Violeta Luna e Rakini Devi (México-Índia), Monica de la Fuente (Espanha), Samarpita Chanda (Índia), Lopamudra (Índia), Viviana Bovino (Espanha), Nathalie Mentha (Teatro Potlach- Itália), Brigitte Cirla e Eleonore Bovon (França), Helen Varley Jamieson (Nova Zelândia), Verónica Moraga e Antonieta Muñoz (Chile), Keiin Yoshimura (Japão), Dr. Uttara Chousalkar (Índia), Maristella Martella (Itália), Teatro Dah (Sérvia), Jill Greenhalgh e Meg Ella (Reino Unido), Geddy Aniskdal (Grenland Friteater - Noruega), Parvathy Baul (Índia), entre outros.

Sobre Tantidhatri

"Tanti", na antiga língua páli, é imaginado como um fio que vai além do tempo; e "Dhatri" é a mulher que o segura. Na linguagem das artes performáticas, esse fio pode ter vários significados. Pode ser linhagem, gerações, relações professor-aluno, realidades auto-didáticas independentes, a prática de oficinas e treinamentos, escolarização tradicional em artes cênicas em todo o mundo, a passagem de um ofício por meio de conexões familiares ou aprendizado, ou a ausência de referências. Nesse contexto, simboliza como o conhecimento e a prática performática são transmitidos de uma geração para outra.
 
Tantidhatri reúne os trabalhos de performance de mestres mulheres em todo o mundo (ambos criados a partir da auto-expressão e artes sacras), que vão desde o Teatro, Música e Dança, às Artes Visuais, Ritual e Espiritualidade. Ela reúne uma geração de mulheres que agora incorporam experiência de vida em suas obras e que compartilharão essas experiências generosamente com seus públicos. Tantidhatri Festival é uma ocasião para conhecer essas mulheres mestras praticantes, artistas, intelectuais, escritoras e estudiosas de várias origens e linhagens, bem como interagir com elas através de workshops e palestras.
 
Tantidhatri é inspirada no Transit Festival, criado pela atriz e escritora Julia Varley, do Odin Teatret, Dinamarca, que também é membro fundador do projeto Magdalena. Como Transit e o Projeto Magdalena, o Tantidhatri Festival na Índia está empenhado em fomentar a conscientização sobre a contribuição das mulheres para as artes cênicas e apoiar a exploração e a pesquisa oferecendo oportunidades concretas. O Tantidhatri Festival incentiva as mulheres a examinarem seu papel no futuro do teatro e da performance, apresentando seu trabalho, compartilhando metodologias, examinando forma e conteúdo e se aventurando em novos projetos colaborativos.

Parvathy Baul
Co-fundadora, Ekathara Kalari
Curadora, Tantidhatri

Posted by: 
Amaranta Osorio